77777777777777777777777777777777777

RSS
Olá Baby. Com tecnologia do Blogger.

Herman José - a má escolha da RTP

Notícia à momentos (no telejornal) da RTP:

Herman José esta na RTP. Esta notícia, além de importantíssima, é de um interesse enorme!
Lamento profundamente. Existe uma razão pela qual o artista ficou na prateleira todo este tempo. Apesar de, ainda há umas semanas sair no jornal uma pequena nota a dizer que o mesmo não se incomodava de estar fora da televisão e gostava de fazer programas itenerantes, sempre achei isso conversa de TRETA.
.
Primeiro, porque a TV vicia e, também, é cómoda. Ganha-se dinheiro, bom dinheiro e afaga-se a vaidade. E se há pecado que penso pertencer a este artista, é este. Um enorme ego, cuja satisfação de todos os seus desejos o fez agir como uma criança mimada. Resultado: teve de ser castigado!
.
Agora vai para a RTP... a notícia não podia ser mais devastadora. E incomplecta! Qual é o cachet? Que condições impões Herman José, o mesmo que disse que nunca mais em condição alguma colocaria os pés na RTP, à qual chamou nomes feios? Percebi que música ao vivo é imprescindível, ele assim o disse. Já vai começar a lista de exigências, de extravagâncias, de luxos surpérfluos em tempo de crise agravada... precisam mesmo de Herman na TV? Quem o vê? Traz algo de novo? E, o mais importante... quanto nos custa??

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comentários:

MPB disse...

Caro bloguista, Herman faz falta. É História viva, é muito querido nas comunidades, e um excelente entrevistador. Fiquei muito contente com o seu regresso. Imagino que custe menos que a Catarina Furtado ou o Malato.

Fã da TV e Cine disse...

caro MPB,
Obrigado pelo seu comentário e pelas correcções de português. Após um dia extenuante de trabalho e com apenas uns segundos para dispensar num post confesso que escrever sem erros não é algo que me preocupe. Afinal, não estou num exame! Estou??

Até hoje não sei o que é uma dor de cotovelo. Se Herman sai mais caro que Catarina ou Malato, penso que sim, exactamente por ser "história viva", como diz. Sinceramente, desejo-lhe sucesso por isso mesmo e espero que o programa arranque bem. Desejo intrinsecamente que ele me cative com algo refrescante a talentoso. Mas já não acredito que isso aconteça. Desejo também que Herman consiga manter-se humilde e deixe, para variar, os entrevistados falar, entre outras críticas que acho que lhe podem ser apontadas. Ser "história viva" não deve dar a ninguém estatuto permanente e irrevogável quando, em termos criativos, manteve-se anos no ar sem trazer nada de novo ou interessante para a televisão.

Publicar um comentário

Your brain here! Deixe a sua impressão!